Para fazer a busca digite uma palavra-chave
Royal Philharmonic Orchestra- Tchaikovsky
Duas fascinantes suites do compositor russo, estão presentes neste álbum executadas pela Royal Philharmonic Orchestra, sob a regência do maestro russo Yuri Simonov. Vale a pena conferir, "The Nutcracker Suite". Saiba Mais
Silk Road Journeys: Beyond the Horizon - Yo-Yo Ma
Silk Road Journeys: Beyond the Horizon é outro grande trabalho de Yo Yo Ma, o músico parisiense, filho de chineses, um dos maiores mestres do violoncelo que o mundo já ouviu. Recentemente fez sucesso com os solos na trilha sonora do filme "O Tigre e o Dragão", premiada com o Oscar. São 15 faixas fantásticas, que não podem faltar em sua coleção. Vale a pena conferir! Saiba Mais
Piano e Voz - NÁ OZZETTI ANDRÉ MEHMARI
Piano e Voz é o grande álbum que reúne, pela primeira vez, a voz preciosa de Ná Ozzetti e o talento do pianista André Mehmari, em um conjunto de canções da música brasileira. O repertório apresenta composições do próprio Mehmari em parceria com Cristina Saraiva. Confira! Saiba Mais

De 14 a 17 de maio, a Caixa Cultural São Paulo faz uma homenagem a Nelson Gonçalves onde Julião Boêmio convida Carlos Vergueiro

De 14 a 17 de maio, quinta-feira a domingo, às 19h15, a Caixa Cultural São Paulo faz uma homenagem a Nelson Gonçalves onde Julião Boêmio convida Carlos Vergueiro. Neste projeto, Julião Boêmio convida o cantor e compositor Carlinhos Vergueiro, um autêntico representante da MPB e do samba.

Juntos, Carlinhos Vergueiro e Julião Boêmio acompanhado de seu regional, prestam uma homenagem a Nelson Gonçalves, considerado o Rei do Rádio, falecido em 1998, ganhador de um prêmio Nipperda RCA, dado aos que permanecem muito tempo na gravadora. Durante sua carreira, Nelson Gonçalves gravou mais de duas mil canções, 183 discos em 78 rpm, 128 álbuns, vendeu cerca de 75 milhões de discos, ganhou 38 discos de ouro e 20 de platina.

No show, um repertório que inclui sucessos como “Naquela Mesa”, “A Volta do boêmio”, “Ronda”, “Alguém me disse”, “Cabocla”, entre outros.

Com uma carreira que teve início em 1973, Julião Boêmio tem mais de 150 Canções gravadas, realizou parcerias com Vinicius de Moraes, Chico Buarque, Toquinho, Sueli Costa, J. Petrolino, Paulo César Pinheiro, Elton Medeiros, João Nogueira, Paulinho da Viola, e outros.

O cantor e compositor Carlinhos Vergueiro iniciou a carreira artística em 1973, gravando dois compactos. É parceiro de J. Petrolino, Paulo César Feital, Vinicius de Moraes, Chico Buarque, Toquinho, Dora Vergueiro, Sueli Costa, Paulo César Pinheiro, Elton Medeiros, João Nogueira, Paulinho da Viola, entre muitos outros e tem mais de 150 músicas gravadas. É um artista contemporâneo que sempre valorizou suas raízes.

Cavaquinista curitibano, compositor e professor, Julião Boêmio vem sendo valorizado como um dos mais importantes do país, no gênero instrumental. Descobriu o cavaquinho como autodidata ainda muito cedo, iniciando em seguida, seus estudos no Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba, onde hoje é professor de cavaquinho e prática de conjunto de choro, arranjador, produtor, e integrante da Orquestra à Base de Cordas.
Trabalhou com músicos como Paulinho da Viola, Noite Ilustrada, Guilherme de Brito,
Nelson Sargento, Altamiro Carrilho e Quinteto em Preto e Branco.
Como músico da Orquestra à Base de Cordas do Conservatório de MPB de Curitiba, acompanhou cantores como Mônica Salmaso, Ceumar, Zé Renato e os músicos Roberto Correa, Yamandu Costa, Pedro Amorim, Dominguinhos e Elza Soares.
Ganhou o prêmio de melhor composição (Ebubu Fulô) no Festival de Novos Talentos do Circuito Cultural Banco do Brasil em 2003. E no mesmo ano o prêmio Saul Trumpet de melhor instrumentista do ano.
Gravou seu primeiro CD “Feijão no Dente” em 2010, com a participação do regional
Época de Ouro. O lançamento foi realizado no Teatro do SESC em Curitiba, SESC Pompeia em São Paulo e Feira da Música Brasil em Fortaleza em 2011.
Em 2012, junto com Gabriel Schwartz e Davi Sartori, gravou o CD Variedades Contemporâneas com músicas autorais.
Foi convidado por Paulinho da Viola junto com a Orquestra de Cordas de Curitiba para fazer shows da Virada Cultural em Curitiba e São Paulo nos anos de 2010 e 2011.

O cantor e compositor Carlinhos Vergueiro iniciou a carreira artística em 1973, gravando dois compactos, quando ainda trabalhava na Bolsa de Valores de São Paulo. Em 1974 lançou "Brecha", seu primeiro LP, e passou a viver exclusivamente de música, o que faz até hoje.
Tornou-se mais conhecido do grande público ao vencer o Festival Abertura em 1975 na Rede Globo de Televisão, com a música 'Como um Ladrão', de sua autoria. Músico de formação clássica, teve como professor seu avô Guilherme Fontainha, e aos sete anos de idade já se apresentava ao piano por diversas cidades do interior de São Paulo.

Já se apresentou na Itália (Prêmio Tenco em 1983 - San Remo), na França (1984) e em Cuba (1981). Carlinhos produziu discos do grande compositor paulista Geraldo Filme (1980), o último disco de Nélson Cavaquinho - "As Flores em Vida" (1985), o disco "A Ópera do Malandro", de Chico Buarque para o filme de Ruy Guerra (1985) e Candeia (1986) reunindo sambas inéditos deste compositor.
É parceiro de J. Petrolino, Paulo César Feital, Vinicius de Moraes, Chico Buarque,
Toquinho, Dora Vergueiro, Sueli Costa, ,Paulo César Pinheiro, Elton Medeiros, João
Nogueira, Paulinho da Viola, entre muitos outros e tem mais de 150 músicas gravadas.
É um artista contemporâneo que sempre valorizou suas raízes.
Composições principais: Por que será, em parceria com Vinicius de Moraes e Toquinho (1977) Torresmo à Milanesa, com Adoniran Barbosa (1980) Camisa Molhada com Toquinho (1976) Como um ladrão (1975) e Nosso Bolero (1986) e Leve (1998), com Chico Buarque, Tocaia de Cobra , com Paulo César Pinheiro (1998) Dia Seguinte, com J.Petrolino (1978) gravada também por Beth Carvalho.

Serviço:
Show: Julião Boêmio convida Carlinhos Vergueiro”,  
Homenagem a Nelson Gonçalves
Período: de 14 a 17 de maio de 2015 (quinta-feira a domingo)
Horário: sempre as 19h15
Local: CAIXA Cultural São Paulo ? Praça da Sé, 111 ? Centro ? São Paulo (SP)
Entrada franca: ingressos estarão disponíveis a partir das 12h do dia do evento
Capacidade:80 lugares
Duração: 1h30 minutos
Informações: (11) 3321-4400
Classificação indicativa: Livre
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa Econômica Federal


Clique aqui e envie este texto para um amigo


 
Projeto Musical © 2006